Jaguaré Caminhos desenvolve parceria com Givaudan e instituto Coca-Cola para beneficiar famílias em situação de Vulnerabilidade Social

Ação social em Jaguaré, São Paulo, desenvolvida pelo Programa Social Santa Cruz Jaguaré Caminhos

Atento aos impactos do coronavírus na população mais carente do bairro Jaguaré em São Paulo, o Programa Social Santa Cruz Jaguaré Caminhos, que tem a Congregação de Santa Cruz como mantenedora, traçou parcerias estratégicas com a empresa suíça de aromas e fragrâncias Givaudan e o Instituto Coca-Cola. As ações desenvolvidas por essas parcerias terão como foco as famílias em situação de vulnerabilidade social.

Fruto da parceria com a Givaudan, o Jaguaré Caminhos identificou 120 famílias para serem assistidas com um benefício de R$ 150,00 em cartão, durante 3 meses (abril, maio e junho), para compras de produtos em mercados da região aptos a receber o crédito. Dessa forma a ação além de apoiar as famílias, também promove o desenvolvimento local.

A disponibilização do recurso foi intermediada pela Le Donne Comunicação, responsável por eventos e parcerias da marca no Brasil. A agência ainda atuou para viabilizar a doação de 3 frascos de álcool em gel por família, cedidos pela Yamá Cosméticos.

Pelo Instituto Coca-Cola, entidade da qual o Jaguaré Caminhos já nutre uma parceria devido ao projeto Coletivo Jovem, foi disponibilizado uma verba de quase 29 mil reais para o enfrentamento da pandemia de COVID-19. A quantia foi investida na criação do projeto Estamos Nessa Juntos, que atua em 3 pilares:

  • Conscientização: Fixação de faixas nas unidades do Jaguaré Caminhos e na entrada da comunidade, cartazes nos principais comércios da comunidade e bairro e carro de som 2 vezes por semana abrangendo a comunidade e o bairro Jaguaré – previsão de 40.000 pessoas alcançadas;
  • Proteção e saúde: Parceria com confecção local que contratou costureiras da comunidade para confecção de 2.600 máscaras. A distribuição terá como principal público as famílias cadastradas nas unidades do Jaguaré Caminhos, e posteriormente a comunidade. Além das máscaras, foram comprados 400 kits de produtos de limpeza e higiene para distribuir às famílias dos beneficiários de algumas unidades do Jaguaré Caminhos.
  • Segurança Alimentar: distribuição de 100 botijões de gás para as famílias mais vulneráveis. Uma média de 16 a 17 pessoas por unidade.

A Congregação de Santa Cruz e o Programa Social Santa Cruz Jaguaré Caminhos agradecem a parceria e reafirmam seu compromisso pela promoção de ações sociais que ajudem a construir um mundo mais justo, fraterno e sustentável.

CECOIA promove doação de cestas básicas para as famílias atendidas pela instituição.

Insumos para doação de cestas básicas pelo CECOIA, Congregação de Santa Cruz, durante pandemia de COVID-19
Insumos para doação de cestas básicas pelo CECOIA

O Centro Comunitário Irmão André (CECOIA), obra social, sem fins lucrativos e de caráter beneficente, preocupado com a alimentação de seus atendidos no período de isolamento social, está promovendo a doação de cestas básicas para famílias carentes no distrito de Sousas, em Campinas. A iniciativa é desenvolvida por meio de parcerias com o Colégio Notre Dame, grupo de voluntários da Área de Proteção Ambiental (APA) de Campinas, ONG Banco de Alimentos, Mesa Brasil e também por doações de pessoas físicas.

Ao todo já foram doadas 124 cestas de alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, leite, além de máscaras de proteção. A ação, que inicialmente pretendia auxiliar 13 famílias, já beneficiou 96 casas graças ao esforço de voluntários da comunidade local que entraram em contato com a instituição oferecendo ajuda.

Ainda há muito a ser feito e o CECOIA conta com você para a doação de insumos que compõe a cesta como:

• Máscaras de proteção,
• Alimentos não perecíveis,
• Leite
• Produtos de higiene e limpeza
• Álcool líquido e em gel
• Cobertores

Entre em contato pelo telefone: (019) 3258-3892 ou pelo e-mail: comunicacao@cecoia.org.br para agendar a entrega dos donativos. Lembramos que, na entrega das doações é necessário utilizar máscara e manter a distância recomendada pelos órgãos competentes.

O CECOIA, de acordo com a orientação da Prefeitura Municipal de Campinas, permanece fechado, abrindo apenas para fazer as entregas de cestas básicas ou outros itens solicitados pela prefeitura. Durante esse período a instituição vem desenvolvendo uma série de conteúdos em suas redes sociais, com postagens diárias, em que os educadores propõem ideias de atividades para que as famílias façam no período de quarentena. Entre elas: dicas de culinária, oficina de máscara caseira e muito mais.

Siga o CECOIA nas redes sociais e acompanhe o conteúdo completo:

Facebook.com/cecoia

Instagram.com/cecoia.sousas

Atendidos do CECOIA, Congregação de Santa Cruz
Atendidos do CECOIA

SOBRE O CECOIA:

O Centro Comunitário Irmão André – CECOIA é uma obra social, sem fins lucrativos e de caráter beneficente, que atende a Proteção Social Básica por meio do Serviço de Convivência de Vínculos para crianças e adolescente de 6 a 14 anos e 11 meses em período contra turno escolar. Possui como Mantenedora a Sociedade dos Irmãos da Congregação de Santa Cruz, fazendo parte do grupo Congregação de Santa Cruz. Mantêm uma variedade de Oficinas, com atividades lúdicas, que trabalham os valores e carisma da Congregação e desenvolvem habilidades para facilitar a aprendizagem em outros contextos.

Congregação de Santa Cruz solicita que MEC anule decisão de cancelamento do certificado de Filantropia (CEBAS) de entidades de Educação sem fins lucrativos

Entidade explica que o fim da imunidade tributária provocará desgaste e perda de qualidade  de centenas de Projetos e Programas Sociais, prejudicando milhares de pessoas em todo o Brasil.  

Mantenedora dos Colégios Notre Dame, em Campinas SP, Santa Cruz, em São Paulo, Capital, e Dom Amando, em Santarém (PA), que permitem a existência de dezenas de importantes obras sociais, a Congregação de Santa Cruz afirma que a decisão do Ministério da Educação irá afetar, na essência, a própria razão de ser das instituições de educação religiosa, estando, ela mesma, ameaçada de interromper uma Missão iniciada há 75 anos no Brasil.

No caso da Congregação de Santa Cruz, o cancelamento da Certificação de Entidades de Assistência Social – CEBASsignificará retirar as condições que lhe permite oferecer, anualmente, cerca de 1.500 bolsas de estudo, sendo que 85% destas são bolsas integrais, nos segmentos da educação infantil, ensino regular, ensino técnico e educação de jovens e adultos. E bloquear, às famílias atendidas, o acesso que hoje possuem a uma educação de qualidade, voltada para a formação humano-cristã e a inclusão no mercado de trabalho, por meio de cursos técnicos, contribuindo para melhorar o índice do desenvolvimento humano e a qualidade de vida destas famílias.

Extinguir a imunidade tributaria que foi concedida pela Constituição Brasileira as Instituições filantrópicas, sem fins lucrativos, como é o caso da Congregação de Santa Cruz, provocará o desgaste e perda de qualidade  das centenas de Projetos e Programas Sociais por elas mantidos até hoje. Serão muitos brasileiros afetados e, entre eles,  exatamente muitos dos que mais precisam dessa ação solidária”, afirma Irmão Ronaldo Almeida, presidente do Distrito Brasil, da Congregação de Santa Cruz. 

Dados do Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas indicam que existem hoje, no Brasil, cerca de 730 mil educandos favorecidos com bolsas de estudo gratuitas, concedidas por instituições educacionais que não visam lucro. Essa ação possibilita o acesso a ensino de ótima qualidade às camadas mais pobres da sociedade, diminuindo os abismos entre as classes sociais, e possibilitando uma convivência respeitosa e fraterna com as diferenças. Por isso, não é demais prever que o cancelamento da isenção tributária garantida pela Constituição, irá provocar demanda bem mais onerosa ao Estado brasileiro, cuja substituição será impossível em médio prazo, comprometendo ações estruturadas que vem sendo realizadas há dezenas de anos e atendem a população menos favorecida com muita competência.

Como Ajudar

O Ministério da Educação, responsável pela renovação dos Certificados das Entidades Filantrópicas,
diante dos documentos apresentados pelas instituições – que comprovam os benefícios produzidos pela prestação de seus serviços e relevância da sua atuação -, abriu uma consulta pública para que a Sociedade Civil se manifeste em relação ao indeferimento da renovação da certificação destas entidades, entre as quais está a Congregação de Santa Cruz.

Os depoimentos dos beneficiados (direta ou indiretamente) e também dos apoiadores da causa filantrópica, serão usados para complementar e corroborar o recurso já impetrado pela Congregação de Santa Cruz, e outras entidades, contra essa decisão, demonstrando todas as razões técnicas e as justificativas para novo julgamento na esfera administrativa do MEC.

Por isso, considerando-se a importância dos benefícios concedidos, diretos e indiretos, além da contribuição para a formação de uma sociedade melhor capacitada, a Congregação de Santa Cruz solicita o apoio da Sociedade Civil para que se una em defesa da causa filantrópica e se manifeste contra o cancelamento do certificado de filantropia.

Para isso, basta acessar o link abaixo, localizar os processos, na lista das instituições, pelo nome destas ou número, que no caso da Congregação de Santa Cruz é o de número 23000.009801/2015-21 e preencher o formulário contrário ao cancelamento.

Link: http://cebas.mec.gov.br/manifestacao-sociedade-civil

Importante: o prazo para envio das manifestações se expira no dia 21 de fevereiro próximo.

A espiritualidade do Beato Padre Basílio Moreau

Nascido no dia 11 de fevereiro de 1799, o Beato Padre Basílio Moreau fundou a Congregação de Santa Cruz para ajudar a formar e fazer verdadeira a presença de Cristo no mundo. Através da vida em comum, ele desejou acordar a consciência para a realidade comungal da presença de Cristo entre nós, através das obras apostólicas de educação e pregação. Moreau desejou despertar nos seus seguidores o compromisso de servir outros como Cristo mesmo serviu.

No âmago da espiritualidade de padre Moreau está este trecho de São Paulo: “Eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim. E esta vida que agora vivo, eu a vivo pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. ” (Gal. 2:20).

No seu aniversário de nascimento queremos recordar algumas características de sua espiritualidade, que fizeram a Congregação de Santa Cruz se firmar. Numa época em que Deus nos interpela para tantas formas novas de servir, a Congregação pode muito bem esperar que a sua maneira própria e servir, padres, irmãs e irmãos numa só fraternidade, possa ser uma velha raiz capaz de gerar um novo e pujante rebento.

  • PROVIDÊNICA: Padre Moreau é convencido da presença e atividade constante de Deus em nosso mundo, da fidelidade de Deus para nós.
  • ZELO: De acordo com o padre Moreau, a presença e atividade serão caracterizadas por uma paixão, um fogo interior, o qual nos encoraja a servir o povo de Deus em santidade.
  • CRUZ: Padre Moreau recorda frequentemente aos membros da família da Santa Cruz que experiências da Cruz são inevitáveis na vida e pastoral. A resposta pode ser um meio de transformação ou um meio de fugir da cruz.
  • FIDELIDADE: De acordo com o padre Moreau, a fidelidade é fundamental para responder ao chamado de Deus. Ela constitui a resposta apropriada à fidelidade constante de Deus para nós.
  • COMPAIXÃO: O exemplo de Jesus compassivo, para padre Moreau é o modelo básico para a vida como ministros.
  • COMUNIDADE: Padre Moreau entende comunidade como uma força poderosa e profética que molda a vida e pastoral.
  • FAMÍLIA: Ao fundar a Congregação de Santa Cruz, Padre Moreau formou uma família de três sociedades, homens e mulheres, leigos e ordenados, para ser um sinal de amor e unidade num mundo dividido.
  • INTERDEPENDÊNCIA: A visão do padre Moreau para a família de Santa Cruz inclui a interdependência como uma qualidade e um modo de vida que marca todas as nossas relações em comunidade e em pastoral.
  • FORMAÇÃO: Padre Moreau enfatiza regularmente a importância de permanecer fiel na vida religiosa e profissional na pastoral.
  • IGREJA: Padre Moreau plantou as raízes da família de Santa Cruz profundamente dentro da Igreja, nos colocando a serviço da igreja local e universal. Através desta colocação e enraizamento, os membros de Santa Cruz tornam uma família religiosa apostólica internacional e multicultural.
  • HOSPITALIDADE: Padre Moreau insiste para que os membros da família de Santa Cruz sejam abertos e aceitem todas as culturas, países e religiosos de Santa Cruz.
  • ESPERANÇA: Padre Moreau desafia aos seus seguidores a serem pessoas de esperança, convencidas através do modo de vida que Deus está sempre presente e ativo em nosso mundo, que Deus não abandonou as pessoas. Esta mesma esperança deve ser comunicada através das pastorais.

Congregação de Santa Cruz participa da Semana de Abertura Pedagógica de seus colégios

“O início do ano letivo é sempre uma marca importante, quando, ao lado da alegria do reencontro, os educadores, reunidos em suas equipes de trabalho, reavaliam processos, desenvolvem e aprimoram procedimentos e reafirmam compromissos, sempre em busca da excelência de nossa obra educativa. Nessa oportunidade, torna-se essencial a presença e a participação da Mantenedora.
Em datas pré-definidas com os gestores das unidades educacionais, leigos e religiosos da Congregação de Santa Cruz -Mantenedora manifestaram seu apreço e reconhecimento pelo empenho dos profissionais que atuam nos Colégios em favor de sua qualificação constante e da excelência da formação que promovem entre nossos alunos.
Nessa oportunidade, também foi lembrado o bicentenário da fundação dos Irmãos de São José-organização que está na origem da Congregação, a ser celebrado neste ano de 1820. Destacou-se, ainda, a publicação do documento Educação de Santa Cruz em movimento, destaque que foi acompanhado de um convite aos educadores para que dinamizem reflexões sobre seu conteúdo, assim implementando sua essencial característica: ser um documento aberto permanentemente às contribuições dos educadores da Santa Cruz.
A mantenedora se fez presente nas atividades de abertura do ano letivo nos colégios Dom Amando em 0/1, Notre Dame em 20/1 e Santa Cruz em 23/1.
Nessas ocasiões, refletimos sobre o momento atual da Educação de Santa Cruz no Brasil, atualizamos nossas conquistas e desafios, fortalecendo seus laços parceiros com as unidades educacionais da Congregação de Santa Cruz, sempre em vista de cumprir, em comunhão, a Missão para a qual fomos chamados por Deus.”.

Marcia Regina Savioli – Coordenadora Geral Educacional

Congregação de Santa Cruz promove Campanha pela redução de descartáveis

Iniciativa movida pela Mantenedora substitui copos descartáveis por reutilizáveis dentro do ambiente de trabalho e deixará de gerar 54 kg de resíduos por ano.

A Congregação de Santa Cruz inicia nessa segunda-feira (3), um trabalho com seus colaboradores para a redução da utilização de copos descartáveis. A medida entra em concordância com uma postura global eminente, que busca reduzir drasticamente a quantidade de resíduos plásticos gerados em todo o mundo.

Os colaboradores receberam um kit com copos reutilizáveis para água e café junto de um manual informativo explicando a importância de sua utilização. A iniciativa substituirá os 30 mil copos descartáveis utilizados anualmente pela Mantenedora, deixando de gerar 54 kg de resíduo.

Os Descartáveis no mundo:

Uma das maiores preocupações com os descartáveis de plástico vem do fato de levarem em sua composição o poliestireno, substância derivada do petróleo, fonte não renovável de matéria-prima. Produtos fabricados com esse material não são biodegradáveis, o que faz com que seu tempo de decomposição no meio ambiente leve mais de 450 anos.

Estima-se que no Brasil sejam utilizados 720 milhões de copos descartáveis por dia, segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos (ABRELPE). A quantia corresponde a um total de 1500 toneladas de resíduo gerada diariamente – o equivalente a uma pilha de 54 mil Km.

Atualmente, o copo descartável é um dos resíduos menos reciclados, devido ao seu baixo valor de mercado (R$ 0,20 o quilo), o que o acaba levando para lixões, mares e rios. Para evitar que a quantidade continue aumentando no mundo, a União Europeia pretende acabar com o seu uso até 2021. A China reduzirá o consumo em 30% até 2025. E não distante, no Brasil, em São Paulo, uma lei sancionada no início do ano proibirá a distribuição de copos, pratos, talheres e afins descartáveis em estabelecimentos comerciais da capital.

“Molinha do bem” faz convite a reciclagem que fomenta a educação

Campanha iniciada por alunos do Notre Dame propõe a junção e troca de material reciclável por cadernos e livros novos.

Cadernos adquiridos pela campanha

A campanha “Molinha do Bem” é um projeto iniciado em 2016 pelos alunos do 5º ano do Colégio Notre Dame, em Sousas – Campinas, preocupados em dar um destino mais sustentável às sobras de papel sulfite de suas atividades, até então utilizadas para fazerem molinhas de brincar.

Durante o mesmo ano, o entorno do colégio Notre Dame CECOIA foi alagado pela cheia do Rio Atibaia, o que ocasionou a perda de materiais escolares dos alunos. Sensibilizados, os estudantes do Notre Dame reuniram uma grande quantidade de material reciclado e deram início a uma parceria com a Kalunga pela troca por cadernos e sulfites novos.

A ação despertou a atenção do CECOIA, instituição de caráter beneficente, mantida pela Congregação de Santa Cruz, que em parceria com a rede de papelaria deu continuidade ao projeto para seus atendidos, ampliando-o durante os anos seguintes.

A instituição recebe durante todo o ano doações em sua unidade na Rua Miguel Abrão Keiralla, nº 61 – Jardim Conceição, Sousas, das 7h às 17h. São aceitos materiais como livros, cadernos e papéis usados que, após um processo de preparo do CECOIA, são encaminhados para troca.

Para esse ano já foram trocados 3.083 quilos de papel, o que resultou em 60.000 folhas sulfites e 234 cadernos novos que serão utilizados em 2020 pelos atendidos.

Sobre o CECOIA:

O Centro Comunitário Irmão André (CECOIA) é uma obra social, sem fins lucrativos e de caráter beneficente, mantida pela Congregação de Santa Cruz.

Localizado no Distrito de Sousas, em Campinas – SP, mantêm uma variedade de Oficinas, com atividades lúdicas, que trabalham os valores e carisma da Congregação e desenvolvem habilidades para facilitar a aprendizagem em outros contextos.

O CECOIA faz parte da proteção social básica, atendendo no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo crianças e adolescentes na faixa etária de 6 anos até 14 anos e 11 meses em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social. Mais informações acesse:
https://cecoia.org.br/

Padre Basílio Moreau – Uma revolução do amor

Pe. Basílio Moreau

Eu vivo, mas já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim. E esta vida que agora vivo, eu a vivo pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim. ” (Gal. 2:20).

Beato Basílio Moreau, fundador da Congregação de Santa Cruz, nasceu em uma pequena aldeia na França em 1799 ano em que findava o intenso período da Revolução Francesa. Apesar de conter justas e importantes reinvindicações, a revolução também trouxe período de uso extenso da força e violência para muitos, bem como a igreja, que teve propriedades confiscadas, monastérios e conventos fechados, além de ordens religiosas declaradas fora da lei.

Ao ser ordenado, em 1821, seu país e a igreja se recuperavam lentamente. Moreau aprofundou-se em atividades como professor e pregador nos anos seguintes, que lhe mostraram a importância da educação. Ao fundar a Congregação, lançou uma nova semente de revolução, irrigada de amor pelo compromisso de servir ao próximo como Cristo mesmo serviu, transformando radicalmente a realidade de milhares de impactados nesses dois séculos.

A espiritualidade de Padre Moreau, também é conhecida como a “espiritualidade do amor”. Trata-se de reconhecer o amor íntimo e profundo com que Deus nos ama, percebendo a necessidade de lhe responder, na figura do irmão, com um amor ativo, solidário e reparador.

Hoje em seu aniversário de falecimento, recordamos e fazemos votos para que a semente lançada por ele, continue sempre a exceder em amor.

CECOIA participa do “Natal de Todas as Tribos”

A ONG Sonhar Acordado promoveu no sábado, 14 de dezembro, o “Natal de Todas as Tribos” destinado às crianças em situação de vulnerabilidade social. O evento contou com a participação do CECOIA e demais instituições parceiras que juntas reuniram quase mil crianças para o dia, cada uma com um voluntário.

As festividades foram organizadas em quatro estações com os temas trabalhados ao longo do ano:  Sacrifício, prudência, fé e gratidão, os quais os participantes puderam relembrar em atividades direcionadas a cada um deles.

“A parceria do CECOIA com o Sonhar Acordado tem sido uma grande oportunidade de transformação pessoal tanto do voluntário quanto do atendido. Temos grande orgulho de sermos parceiros desta ONG que reúne tantos voluntários comprometidos com a transformação social através do amor e demais valores cristãos que vai ao encontro dos valores da Congregação de Santa Cruz”, destaca a Coordenadora Geral Serviço Social, Lilian Bughi.

Sobre o Sonhar Acordado:

A ONG Sonhar Acordado é uma organização internacional, não governamental e sem fins lucrativos, voltada ao voluntariado jovem, que atua por meio da vivência e transmissão de valores e virtudes a crianças e adolescentes.

Congregação de Santa Cruz participa de cerimônia em prol da filantropia

O Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (FONIF) concedeu em cerimônia realizada no fim do mês passado, no restaurante A Figueira Rubayat, em São Paulo, o “Título Emérito” aos homenageados: Dr. Ives Gandra da Silva Martins, Dep. Federal Antônio Brito e Dr. Sergio Roberto Monello, por reconhecer a contribuição dessas personalidades em prol da filantropia.

A Congregação de Santa Cruz, que tem como missão a promoção de ações sociais em prol de um mundo mais justo, fraterno e sustentável, esteve representada no evento pelo superior do Distrito do Brasil: Ir Ronaldo Antonio de Almeida, CSS, que transmitiu seus cumprimentos aos homenageados.