Paróquia São José do Jaguaré organiza doação de cestas básicas para comunidade

Paróquia distribui mantimentos e produtos de limpeza para famílias


A Paróquia São José do Jaguaré, no distrito do Jaguaré em São Paulo, organizou a doação de mais de 900 cestas básicas e produtos de limpeza para moradores da região nos dias 06 e 07 de abril. Os produtos foram arrecadados com a ajuda de empresas locais, que contribuíram com cerca de 750 cestas, e de paroquianos, que doaram mais de 150 cestas. A entrega foi feita para famílias de casas e prédios no entorno do distrito pela equipe da paróquia, que organizaram a distribuição de forma a evitar aglomerações.

“Solidariedade e partilha do pão são gestos de fraternidade e caridade social”, afirma o Padre Laudeni Barbosa, CSC, pároco da Paróquia São José do Jaguaré. “A nossa equipe está pronta para organizar o recebimento de alimentos e produtos de limpeza. Atualizar os cadastros e fazer as distribuições uma ou duas vezes por mês. Essa organização visa evitar aglomerações e fazer chegar as
pessoas necessitadas no distrito do Jaguaré”, defende o padre.

 

CECOIA realiza campanha para doação de chocolates para Páscoa Solidária

Campanha arrecadou caixas de bombom para os atendidos pelo centro


Reprodução CECOIA

O Centro Comunitário Irmão André (CECOIA), instituição que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, arrecadou cerca de 214 caixas de bombom para doar às crianças atendidas com a Páscoa Solidária. A campanha, realizada durante todo o mês de março, levou ainda mais alegria – e muito chocolate – para as famílias amparadas pelo Centro.

Todo ano, o CECOIA realiza campanha sazonais em datas comemorativas para presentear as crianças atendidas. Com a Páscoa não podia ser diferente! Por isso, usando suas redes sociais, o Centro mobilizou seguidores e amigos a doarem o que fosse possível para que, apesar das dificuldades e desafios do momento em que vivemos, todos pudessem compartilhar as gostosuras da data. A movimentação nas redes foi grande, e todos os 180 atendidos puderam receber sua caixa de bombons.

Para garantir a segurança de todos e seguir os protocolos e medidas restritivas para o enfrentamento da COVID-19, a entrega das doações foi realizada em diversos dias. Toda a equipe CECOIA se orgulha de proporcionar momentos como este, de alegria e descontração, para os seus atendidos e ajudar tantas pessoas.

CESSC é destaque em matéria do jornal “Bom dia Pernambuco”

Reprodução Bom Dia PE

O Centro Socioeducativo Santa Cruz (CESSC) participou de uma matéria no quadro “Solidariedade: Juntos Pelo Bem”, produzida para o jornal “Bom dia Pernambuco”, da Rede Globo Nordeste. Por meio de vídeos enviados por seus colaboradores, o CESSC mostrou aos expectadores o trabalho realizado pela instituição, com foco em suas atividades educativas e sociais.

Na matéria produzida pela emissora, o repórter expôs as necessidades de doações para a manutenção do trabalho desenvolvido no CESSC e deu ênfase às ações realizadas com as crianças neste momento de isolamento social.

Confira abaixo a matéria completa, apresentada pelo repórter Danilo César:

https://globoplay.globo.com/v/9422318/

Alunos atendidos do CECOIA participam de campanha de proteção contra COVID-19

Crianças criaram desenhos incentivando uso de máscaras e álcool em gel para conscientizar pais e colaboradores


Atendido do CECOIA exibindo desenho elaborado dento da campanha

Preocupados em orientar e informar seus atendidos e a comunidade em geral sobre os riscos e os modos de prevenção à COVID-19, o Centro Comunitário Irmão André (CECOIA), que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, realiza, desde o início da pandemia, extensa divulgação de informações pelas redes sociais e em comunicação direta com as famílias atendidas. Assim, o Centro busca ajudar na contenção do vírus e diminuir o índice de contaminação entre seus alunos e colaboradores.

Para abranger mais pessoas em suas ações, o CECOIA convidou as crianças a criar um painel, dentro daquele utilizado para orientação de condutas, chamado Campanha de Prevenção Contra o COVID-19. Com orientação de um educador, as crianças produziram textos e desenhos sobre os procedimentos de segurança, que foram pendurados e expostos no refeitório, onde todos os frequentadores da instituição têm acesso. Entre alguns procedimentos estão o uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social.

Além disso, cada texto e desenho foi fotografado individualmente com seus autores e divulgados pelas redes sociais. Dessa forma é possível espalhar informação para mais pessoas e plantar cuidados em toda a comunidade. “Acreditamos muito que a informação pode salvar vidas, e dessa forma seguimos em busca de transformar a vida e o futuro de nossas crianças”, afirma Fernanda Souza, gestora do CECOIA.

Confira as produções dos alunos atendidos através do Instagram (@cecoia.sousas) e Facebook (www.facebook.com/CECOIA).

Dia Internacional da mulher: representantes da paz e da prosperidade

As mulheres são símbolos de alento, carinho, força e esperança, e semeiam bons frutos por onde transitam. Por isso hoje, dia 08 de março, comemoramos o Dia Internacional das Mulheres, dando luz à sua coragem de lutar pelos seus direitos e pelos seus semelhantes, buscando sempre justiça e igualdade para todas. Hoje comemoram-se todas e cada uma das vozes femininas que ecoam por gerações, e que utilizam suas vidas para ensinar e aprender.

Desde sua criação, a Congregação de Santa Cruz inspira-se na missão de mulheres que trabalham fervorosamente para levar a palavra de Deus a todos os lugares por onde passam. Em 1838, um ano após a fundação da Associação de Santa Cruz pelo Pe. Basílio Moreau, as voluntárias de obras apostólicas em Le Mans, na França, associaram-se aos religiosos de Santa Cruz, dando origem às Irmãs Marianitas de Santa Cruz, que ajudariam a disseminar mensagens de educação e capacitação acadêmica com valores cristãos.

As Irmãs atuaram em 3 frentes: na França, no Canadá e nos Estados Unidos. Através de seu trabalho como professoras, orientadoras e religiosas, elas pregavam os ensinamentos de Moreau em suas respectivas localidades, levando a palavra de Deus. Em 1867, as Irmãs de Santa Cruz receberam aprovação em nível mundial e, já em 1869, as Irmãs Marianitas da Província Americana recebeu o estatuto formal de Congregação Independente, passando a chamar-se Congregação das Irmãs de Santa Cruz. Alguns anos mais tarde, em 1883, as Irmãs Marianitas da Província Canadense também adquiriram o título, transformando-se em Congregação das Irmãs de Santa Cruz.

Em sua vida, essas mulheres são chamadas a participar da missão de Jesus para proclamar o amor de Deus em todas as criações com compaixão e cuidado. Guiadas por sua fé em Cristo e seu amor e empatia, as Irmãs permanecem em solidariedade aos pobres e oprimidos em busca de uma sociedade mais unida.

Atualmente, através de seus valores – Compaixão, Fé, Operação e Comunidade –, as Irmãs de Santa Cruz atuam em oito países e quatro continentes, servindo ao povo de diversas culturas em clínicas, hospitais, escolas, universidades, igrejas e paróquias. Em sua declaração de missão, as Irmãs afirmam: “Nossa vida juntas nos enriquece e fortalece para nutrir comunidades onde quer que estejamos”.

As Irmãs de Santa Cruz são mulheres professoras, enfermeiras, administradoras, conselheiras, assistentes sociais, escritoras, advogadas e, acima de tudo, promotoras de uma reforma sistêmica e de justiça social. Seu papel na disseminação do trabalho da Congregação de Santa Cruz é fundamental, pois leva seus valores e ensinamentos com o cuidado, segurança e compaixão em diversas localidades, além de se fazerem presentes e representativas em locais onde outras mulheres mais precisam.

Para a Igreja, a participação ativa das mulheres é muito importante, principalmente porque possibilita o trabalho e a abordagem cristã em diversas frentes, principalmente na luta pelo direito e na erradicação da violência. Para o Papa, vivermos em um mundo melhor está nas mãos delas. “Se quisermos um futuro melhor, se sonharmos com um futuro de paz, precisamos dar espaço às mulheres”, afirma o pontífice.

Hoje e todos os dias, desejamos parabéns à todas as mulheres da Congregação de Santa Cruz, e desejamos à todas um mundo melhor e mais justo. Que a força de vocês seja exemplo, e que sua fé se faça presente em todos os lugares.  

Papa Francisco envia mensagem para abertura da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021

Pontífice enviou mensagem para cerimônia virtual de abertura que aconteceu na manhã da quarta-feira de cinzas


Papa Francisco acena pra fiéis.

Foi aberta na manhã da última quarta-feira de cinzas, dia 17 de fevereiro, a quinta edição da Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE), organizada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic). Este ano, o tema da Campanha é “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e o lema é “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade”.

A abertura foi realizada de forma simbólica e virtual com a divulgação de um vídeo com pronunciamentos de representantes da igreja que compõem o Conic. A Campanha da Fraternidade, realizada pela CNBB anualmente na Quaresma, é realizada de maneira ecumênica em 2021 – ou seja, em parceria com diversas igrejas cristãs.

Este ano, a CFE quer convidar os cristãos e pessoas de boa vontade a pensarem, avaliarem e identificarem caminhos para a superação das polarizações e das violências que marcam o mundo atual através do diálogo amoro e do testemunho da unidade na diversidade, inspirados no amor de Cristo.

A cerimônia aconteceu virtualmente por escolha das entidades promotoras da Campanha como forma de prevenção da COVID-19. De acordo com o bispo auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro (RJ) e secretário geral da CNBB, dom Joel Portella Amado a decisão foi tomada em comum acordo com a diretoria do Conic para “evitar aglomeração nesse momento em que a pandemia assume números que nos assustam”. Dom Joel defende que é preciso “dar testemunho a respeito da importância das medidas sanitárias”, e por isso os recursos tecnológicos foram utilizados.

Para celebrar o início da CFE de 2021 e da Quaresma, o Papa Francisco enviou uma mensagem escrita. Confira abaixo a mensagem na íntegra:

“Queridos irmãos e irmãs do Brasil!

Com o início da Quaresma, somos convidados a um tempo de intensa reflexão e revisão de nossas vidas. O Senhor Jesus, que nos convida a caminhar com Ele pelo deserto rumo à vitória pascal sobre o pecado e a morte, faz-se peregrino conosco também nestes tempos de pandemia. Ele nos convoca e convida a orar pelos que morreram, a bendizer pelo serviço abnegado de tantos profissionais da saúde e a estimular a solidariedade entre as pessoas de boa vontade. Convoca-nos a cuidarmos de nós mesmos, de nossa saúde, e a nos preocuparmos uns pelos outros, como nos ensina na parábola do Bom Samaritano (cf. Lc 10, 25-37). Precisamos vencer a pandemia e nós o faremos à medida em que formos capazes de superar as divisões e nos unirmos em torno da vida. Como indiquei na recente Encíclica Fratelli tutti, «passada a crise sanitária, a pior reação seria cair ainda mais num consumismo febril e em novas formas de autoproteção egoísta» (n. 35). Para que isso não ocorra, a Quaresma nos é de grande auxílio, pois nos chama à conversão através da oração, do jejum e da esmola.

Como é tradição há várias décadas, a Igreja no Brasil promove a Campanha da Fraternidade, como um auxílio concreto para a vivência deste tempo de preparação para a Páscoa. Neste ano de 2021, com o tema “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor”, os fiéis são convidados a «sentar-se a escutar o outro» e, assim, superar os obstáculos de um mundo que é muitas vezes «um mundo surdo». De fato, quando nos dispomos ao diálogo, estabelecemos «um paradigma de atitude receptiva, de quem supera o narcisismo e acolhe o outro» (Ibidem, n. 48). E, na base desta renovada cultura do diálogo está Jesus que, como ensina o lema da Campanha deste ano, «é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade» (Ef 2,14).

Por outro lado, ao promover o diálogo como compromisso de amor, a Campanha da Fraternidade lembra que são os cristãos os primeiros a ter que dar exemplo, começando pela prática do diálogo ecumênico. Certos de que «devemos sempre lembrar-nos de que somos peregrinos, e peregrinamos juntos», no diálogo ecumênico podemos verdadeiramente «abrir o coração ao companheiro de estrada sem medos nem desconfianças, e olhar primariamente para o que procuramos: a paz no rosto do único Deus» (Exort. Apost. Evangelii gaudium, n. 244). É, pois, motivo de esperança, o fato de que este ano, pela quinta vez, a Campanha da Fraternidade seja realizada com as Igrejas que fazem parte do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC).

Desse modo, os cristãos brasileiros, na fidelidade ao único Senhor Jesus que nos deixou o mandamento de nos amarmos uns aos outros como Ele nos amou (cf. Jo 13,34) e partindo «do reconhecimento do valor de cada pessoa humana como criatura chamada a ser filho ou filha de Deus, oferecem uma preciosa contribuição para a construção da fraternidade e a defesa da justiça na sociedade» (Carta Enc. Fratelli tutti, n. 271). A fecundidade do nosso testemunho dependerá também de nossa capacidade de dialogar, encontrar pontos de união e os traduzir em ações em favor da vida, de modo especial, a vida dos mais vulneráveis. Desejando a graça de uma frutuosa Campanha da Fraternidade Ecumênica, envio a todos e cada um a Bênção Apostólica, pedindo que nunca deixem de rezar por mim”.

Roma, São João de Latrão, 17 de fevereiro de 2021.

[Franciscus PP.]

Via: Vatican News (https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-02/mensagem-do-papa-francisco-ocasiao-da-campanha-da-fraternidade.html)

Molinha do Bem: criando oportunidades com a reciclagem

Projeto troca materiais recicláveis por cadernos e papel sulfite novos com rede de papelarias


Material arrecadado pelo projeto.

O projeto “Molinha do Bem”, que ajuda a transformar sobras de papel sulfite e cadernos em novos materiais escolares, continua a trazer novas possibilidades para os alunos do CECOIA. Criado em 2016, o projeto arrecada por meio de doações restos de papel sulfite e cadernos para trocá-los por materiais novos. As doações podem ser feitas diretamente na unidade.

O “Molinha do Bem” surgiu da iniciativa dos estudantes do 5º ano do Colégio Notre Dame, que buscavam destinos mais sustentáveis para as sobras de cadernos e atividades que juntaram ao longo do ano. Porém, o projeto tomou proporções ainda maiores quando, ainda em 2016, uma cheia do Rio Atibaia alagou o entorno do Colégio Notre Dame CECOIA, e danificou vários materiais escolares. Sensibilizados, os alunos idealizadores reuniram uma grande quantidade de material reciclado e, em parceria com a rede de papelarias Kalunga, fizeram a troca por cadernos e blocos de papel sulfite novos.

O carinho e a iniciativa dos alunos chamaram a atenção do CECOIA, instituição sem fins lucrativos mantida pela Congregação de Santa Cruz – também mantenedora do colégio. Sendo assim, a instituição manteve a parceria com a papelaria e deu continuidade ao projeto para os seus atendidos, e expandindo-o ao longo dos anos.

As doações podem ser feitas durante todo o ano na sede do CECOIA, na Rua Miguel Abrão Keiralla, nº 61, no Jardim Conceição, em Sousas, das 7h às 17h, e são aceitos materiais como livros, cadernos e papéis usados, que são submetidos a um processo de preparo da instituição e encaminhados para a troca.

Para mais informações sobre a Campanha Molinha do Bem e a doação de material, entre em contato pelo número (19) 3258-3892, e acesse as redes sociais da instituição: @cecoia.sousas no Instagram, ou www.facebook.com/cecoia.

CECOIA recebe o certificado em Boas Práticas em Transparência e Gestão da Phomenta

Centro já era uma organização certificada pelo órgão em 2019, e recebe mais uma vez o reconhecimento


Atendidos CECOIA

O Centro Comunitário Irmão André (CECOIA), que tem como Mantenedora a Congregação de Santa Cruz, recebeu novamente o certificado em Boas Práticas, em Transparência e Gestão pela Phomenta. A instituição já havia recebido a certificação em 2019, válida por 2 anos, e agora foi mantida como uma Organização Certificada pelo grupo até 2023.

A Phomenta é um negócio de impacto que busca levar educação em gestão e inovação para o 3º setor, ajudando os empreendedores a resolver os desafios mais complexos de sua jornada. A empresa é membro do Comitê Internacional de Monitoramento de ONGs, o IFCO – seguindo a sigla em inglês. A certificação dada pela Phomenta segue os princípios de ética deste comitê, e tem como principal objetivo ajudar a desenvolver boas práticas em transparência e gestão para as organizações sem fins lucrativos, e, então, oferecer total confiança aos parceiros e à sociedade civil.

O processo para a obtenção do certificado começou ainda em 2020, com a submissão de documentos referentes ao centro. Para garantir o reconhecimento, as ONGs são avaliadas nos princípios de Jurídico, Gestão e Governança, Financeiro, Comunicação, Transparência e Potencial de Impacto. Com muito esforço e dedicação, o CECOIA foi aprovado em todos os critérios, e renovou sua certificação por 2 anos, seguindo as diretrizes.

Para Fernanda Souza, gestora do CECOIA, este é um momento muito importante. “O Certificado em Transparência e Boas Práticas Sociais da Phomenta significa muito para o CECOIA. É uma maneira de mostrarmos todo o trabalho que realizamos com tanto zelo e cuidado, e é um reconhecimento do que vivenciamos no dia a a dia. Esse certificado nos garante que estamos no caminho certo em relação do que fazemos, e nos motiva a continuar e a cada vez sermos melhores, seguindo na busca pela transformação da vida e do futuro de nossas crianças”, afirma a gestora.

O CECOIA é uma obra social sem fins lucrativos e de caráter beneficente parte do grupo Congregação de Santa Cruz. Traduzindo os ideias da Congregação através de suas práticas para formação cidadãos com base em valores humanos e cristão, o CECOIA contribui para a proteção de crianças e adolescentemente à situações de vulnerabilidade e risco pessoal.

“Ação Emergencial”, promovida pelo Braço Social SAN do Colégio Santa Cruz, arrecada quase 700 mil reais para o auxílio de famílias em situação de vulnerabilidade

Pai de aluna do Projeto Meninas em Campo recebendo kits de higiene e máscaras doados pelos pais
Pai de aluna do Projeto Meninas em Campo recebendo kits de higiene e máscaras doados pelos pais

Para combater os efeitos da pandemia na comunidade em que está inserida, o Colégio Santa Cruz, por meio de seu Braço Social – Serviço de Atendimento aos Necessitados (SAN), promoveu uma Ação Emergencial para arrecadar fundos para a distribuição de vales-alimentação e kits de higiene para famílias em situação de vulnerabilidade, cadastradas nos Programas e Projetos Sociais apoiados pelo serviço.

Campanha, que teve expressiva participação de pais do colégio, contou com a contribuição de 1.090 doadores, arrecadando um total de R$ 693.378,43 – valor que possibilitou a entrega de cerca de 1.275 vales-alimentação por mês, de abril a agosto, além de 1.000 marmitas para pessoas em situação de rua.

Para viabilizar a ação, o Braço Social contou ainda com a ajuda de parceiros engajados na causa. Os vales foram distribuídos com a coparticipação da Sodexo, que financiou a confecção dos cartões e a logística de entrega para as famílias. Já para a distribuição das quentinhas, a Rockafé viabilizou o serviço de entrega. 

O comércio, também prejudicado pela pandemia, é um dos indiretamente beneficiados pela ação. Estima-se que a injeção de mais de 600 mil reais, distribuídos para as famílias nos vales para a compra de alimentos, provocou uma movimentação nos mercados locais. 

Foram atendidos os seguintes projetos: Programa Jaguaré Caminhos, Meninas em Campo e Projeto Ipê, além dos alunos dos Cursos Noturnos do Colégio Santa Cruz. 

Sobre o SAN 

Fundado na década de 1960 o Serviço de Atendimento aos Necessitados (SAN), hoje Braço Social conta com o auxílio de pais voluntários do colégio, atua em diferentes frentes, organizando festas beneficentes e campanhas pontuais para financiamento e apoio aos programas sociais do Colégio Santa Cruz. 

CECOIA dá 5 dicas de atividades com crianças durante a quarentena

O Centro Comunitário Irmão André (CECOIA), obra social que tem como Mantenedora a Congregação de Santa Cruz, segue propondo diversas sugestões de atividades em suas redes socias, para que as famílias façam nesta quarentena. Os Educadores da instituição, por meio de vídeo, ensinam o passo-a-passo de brincadeiras, receitas na cozinha, artesanato, entre outros.

Separamos abaixo 5 dicas que as crianças irão adorar. Chame a família toda para brincar e divirtam-se!

Siga o CECOIA nas redes sociais

 

Nesse vídeo, a educadora Mônica ensina a criar um jogo muito legal e que as crianças adoram, o Twister!
Materiais: Guache, pincel e folha.
Veja o passo a passo no vídeo:

 

A educadora Anathalia conta a história da “Lebre e a Tartaruga”. E no final tem uma atividade muito divertida para você fazer em casa!
Materiais: Cartolina, canetinha preta, lápis de cor, tesoura e cola.

 

Nesse vídeo a educadora Talita ensina a plantar feijão no algodão! Vamos aprender e fazer em casa?
Materiais: Copinho plástico, pedaço de algodão e dois grãos de feijão.
Veja o passo a passo nesse vídeo:

 

Nesse vídeo a educadora Anathalia traz uma atividade muito divertida para ser feita em casa nesse período de isolamento social!
Materiais: Rodo, rolos de papel higiênico ou bolinhas de papel amassado.
Veja o passo a passo nesse vídeo –

 

Nesse vídeo a educadora Talita traz uma atividade muito divertida e desafiadora! E então, vamos fazer?
Materiais: Copos plásticos, bolinhas (de papel ou ping-pong).

 

SOBRE O CECOIA:

O Centro Comunitário Irmão André – CECOIA é uma obra social, sem fins lucrativos e de caráter beneficente, que atende a Proteção Social Básica por meio do Serviço de Convivência de Vínculos para crianças e adolescente de 6 a 14 anos e 11 meses em período contra turno escolar. Possui como Mantenedora a Sociedade dos Irmãos da Congregação de Santa Cruz, fazendo parte do grupo Congregação de Santa Cruz. Mantêm uma variedade de Oficinas, com atividades lúdicas, que trabalham os valores e carisma da Congregação e desenvolvem habilidades para facilitar a aprendizagem em outros contextos.