Educadora lança livro dedicado ao estudo do papel da cultura na organização do pensamento

Silvia Martins, coordenadora pedagógica do Colégio Notre Dame, publica Educação, Gênero e Violência

Silvia Martins, coordenadora pedagógica da Educação Infantil do Colégio Notre Dame, mantido pela Congregação de Santa Cruz, lançou, pela Editora Dialética, o livro Educação, Gênero e Violência- Práticas culturais a serviço da desigualdade.

O livro baseia-se no conhecimento construído e sistematizado por Silvia em sua tese de doutorado em Educação pela UNICAMP. Seus estudos focalizaram, inicialmente, questionamentos a propósito do grau de influência da hereditariedade e do ambiente sobre a conduta humana.  Em sequência, a autora coloca em foco o conceito de cultura, investigando como os indivíduos se apropriam de conteúdos culturais. Entre esses conteúdos, a estudiosa destaca o conceito de gênero, assumindo a assimetria presente nas relações de gênero para melhor abordar a questão da violência.

A Congregação de Santa Cruz orgulha-se do cuidadoso percurso de estudos que deu origem à obra, considerando que o aprimoramento profissional permanente é fundamental para a manutenção da excelência de nossos serviços educacionais. Cumprimenta Silvia Martins, desejando-lhe sucesso em mais essa vertente de sua atuação profissional.

Alunos do Colégio Dom Amando realizam Projeto Literartes

Alunos da 1ª série do Ensino Médio realizaram manifestações culturais de ressignificação de peças do Romantismo brasileiro

Os alunos da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Dom Amando, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, deram nova vida à era do Romantismo literário brasileiro. Os estudantes realizaram o Projeto Literartes, trabalho voltado aos assuntos estudados em sala de aula e que tem como objetivo apresentar performances de poesias do Romantismo da 1ª, 2ª e 3ª geração do Brasil.  

Por meio de declamações de poesias, adaptações de narrativas, danças e músicas, a atividade busca valorizar a arte e a cultura em suas diversas manifestações. O trabalho foi coordenado pela professora Ivânia Pessoa, e possibilitou que os alunos se atentassem não apenas ao conteúdo das poesias e textos, mas também à forma, aos aspectos sonoros da linguagem, com ritmo e rimas, além das questões culturais e afetivas.  

Cursos Noturnos do Colégio Santa Cruz organizam festa literária

Evento teve apresentações culturais, sarau e a tradicional feira do livro dos Cursos Noturnos

Reprodução: Colégio Santa Cruz

Os alunos dos Cursos Noturnos do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, organizaram, em junho, pela primeira vez, a Festa Literária. O evento contou com apresentações musicais, sarau e a tradicional Feira do Livro, que acontece semestralmente no Colégio para os Cursos Noturnos. Além disso, professores promoveram apresentações de trabalhos e os estudantes participaram do lançamento de livros dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), vivências sinestésicas com as palavras e apresentação de poemas.  

Os alunos do curso técnico de Marketing, oferecido pelo Colégio, colaboraram com as peças de divulgação da festa, a partir da elaboração de cartazes e outros materiais. Em cada sala, realizaram performances para convidar seus colegas para o evento.  

A Festa Literária foi criada a partir da Feira do Livro, que busca facilitar o acesso dos alunos dos Cursos Noturnos aos livros e, ainda, gerar renda para os subsídios ao transporte que são oferecidos pelo Colégio Santa Cruz. Os títulos, recebidos por meio de doações, são comercializados a preços baixos – em 2022, o valor unitário foi de R$ 3. Este ano, aproximadamente 650 livros foram vendidos. As unidades restantes foram disponibilizadas para a compra de funcionários no dia seguinte.  

Logo após a realização da Feira do Livro, os alunos foram convidados a participar e prestigiar o sarau e as apresentações musicais. Além disso, houve a exposição de painéis de pintura dos alunos da professora Luciana Coin, cartazes do trabalho “Cidades Imaginárias”, proposto pelo professore André Peres e poemas dos alunos da professora Ciça Orlandi.  

Alunos do Colégio Dom Amando são destaque em Olimpíada Internacional de Matemática

60 estudantes participantes da competição receberam medalhas de ouro, prata e bronze, além de menções honrosas

Reprodução: Redes Sociais Colégio Dom Amando

Alunos do Colégio Dom Amando, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, foram destaque em mais uma Olimpíada Internacional Canguru de Matemática, competição que conta com a participação de milhares de estudantes em todo o mundo. 

 Na edição de 2022, 60 estudantes foram premiados com medalhas de ouro, prata e bronze e menções honrosas. A preparação para a Olimpíada começou ainda em 2021, com a abertura das inscrições em dezembro. As provas aconteceram em março de 2022 e os resultados gerais foram divulgados na última segunda-feira (06). O foco da competição é ampliar, despertar e incentivar o gosto pela matemática e outras áreas afins de conhecimento.  

O Colégio Dom Amando incentiva seus estudantes a participarem de atividades que desenvolvam a busca pelo aprimoramento acadêmico, em consonância com os objetivos das escolas de Santa Cruz no Brasil. Assim, a Congregação de Santa Cruz parabeniza a equipe diretiva do Colégio e todos os alunos que participaram da Olimpíada Internacional Canguru de Matemática. A Congregação felicita especialmente os medalhistas da competição e toda a equipe docente do Colégio Dom Amando pela excelência no trabalho desenvolvido, além da dedicação incondicional ao sucesso dos alunos.   

Colégio Santa Cruz abre inscrições para processo de ingresso 2023

Instituição começará a receber inscrições para todos o G4, Ensino Fundamental e Ensino Médio 

Reprodução: Colégio Santa Cruz

O Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, abre, em junho, as inscrições para seus processos de ingresso para as turmas de 2023. As vagas contemplam os anos G4 de Educação Infantil, 6º ano do Ensino Fundamental e 1ª série do Ensino Médio. Demais turmas estarão sujeitas a abertura pontual de vagas, e, para esses casos, será preciso enviar manifestação de interesse.  

Para a Educação Infantil G4, as inscrições começaram em 1º de junho e vão até 9 de setembro. Este ano, a turma receberá crianças nascidas entre 1º de abril de 2018 e 31 de março de 2019. Ao todo, serão 168 vagas: 110 vagas para aqueles que possuem parentesco na instituição, como irmãos de alunos, filhos de ex-alunos e filhos de educadores, e 36 por sorteio público. Além disso, 10 vagas (cinco por vínculo e cinco por sorteio) serão destinadas para cotistas negros, pretos ou pardos, ou indígenas do Programa Santa Plural, mediante entrevistas e autodeclaração. Até 12 vagas para bolsistas negros, pretos ou pardos, e indígenas do Programa Santa Plural que serão definidas por uma comissão do Colégio Santa Cruz, após entrevistas e avaliação de comprovantes de renda. As inscrições podem ser feitas pelo site: https://www.santacruz.g12.br/ingresso2023

No Ensino Fundamental, as vagas disponibilizadas para ingresso serão para o 6º ano, com inscrições abertas a partir de 6 de junho. Serão disponibilizadas 35 vagas. Já para o Ensino Médio, as inscrições também começam a partir de 6 de junho e serão abertas 45 vagas. Mais informações sobre os processos para essas séries serão divulgadas futuramente.  

Para ingresso nas demais séries, o processo é outro. No Ensino Fundamental 1, do 1º ao 5º ano, será preciso manifestar interesse a partir de 6 de junho pelo e-mail colegio@santacruz.g12.br. Os interessados serão colocados em lista de espera, que será dividida entre vinculados e não vinculados. Na eventualidade de surgirem vagas, candidatos irmãos de alunos terão prioridade, participarão de uma avaliação diagnóstica e ingressarão na escola por ordem de inscrição. Caso as vagas não sejam totalmente preenchidas, candidatos não vinculados serão chamados a participar do mesmo processo, ingressando na escola pelo mesmo critério.  

Já no Ensino Fundamental 2, do 7º ao 9º ano, também será preciso manifestar interesse a partir de 6 de junho, pelo e-amil colegio@santacruz.g12.br. Neste caso, os candidatos participarão de um processo de seleção com data a ser anunciada em novembro.  

Alunos do Colégio Santa Cruz participam de fórum de profissões

Estudantes do 3º ano do Ensino Médio receberam profissionais experientes do mercado para conversa sobre as carreiras mais desejadas 

Alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, participaram do Fórum de Profissões 2022, organizado pela instituição. No início de maio, o fórum trouxe profissionais experientes do mercado, entre eles diversos ex-alunos e pais de alunos do Colégio, para tratar sobre as especificidades de cada profissão.  

Para que os palestrantes fossem selecionados de forma mais assertiva, o Colégio fez um levantamento com bastante antecedência para entender as demandas dos alunos. Ao todo, 18 profissões foram discutidas no fórum, que ocupou diversas salas da escola, além do anfiteatro.  

Neste ano, as palestras mais concorridas foram as de Direito, Administração, Relações Internacionais, Arquitetura, Medicina, Psicologia, Publicidade e Marketing e Economia. Mas, segundo a orientadora educacional da turma, Deborah Cardoso, houve novidades. “Me surpreendeu a procura por Artes Cênicas e Música, também”.  

Em média, cada aluno participou de quatro ou cinco palestras. “Como muitas palestras acontecem simultaneamente, o estudante já é obrigado a fazer escolhas. Eu recomendo, mesmo para aqueles que já decidiram o que cursar, que assistam à fala sobre outras profissões”, defende Deborah. 

Alunos do Colégio Notre Dame participam de concurso de releitura artística

Estudantes do 8º ano criaram releituras da obra “Criança Morta”, de Cândido Portinari 

Reprodução: Colégio Notre Dame

Durante as aulas de Artes Visuais, alunos do 8º ano do Colégio Notre Dame Campinas, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, produziram releituras do quadro “Criança Morta”, do artista modernista brasileiro Cândido Portinari,trazendo o trabalho do pintor para um contexto atual.  

Os estudantes estudaram os aspectos formais, temáticos e estilísticos da obra, assim como a valorização do artista, com uma abordagem social em suas produções, e foram desafiados a criar um novo contexto para o quadro, com a problematização: em que situação uma família poderia estar hoje em dia “carregando sua criança morta nos braços”? 

Para o trabalho, a “criança morta” poderia ser retratada de forma literal ou figurativa nas criações. Os temas levantados espontaneamente pelos alunos foram diversos, e abordaram desde o impacto social mais coletivo, como problemas ambientais, crise na saúde e na educação pública, conflitos mundiais, violência e infraestrutura, até situações individuais, como o abuso de medicamentos, pressão das mídias sociais, depressão e outros.  

Feitas as releituras, as crianças foram convidadas a participar de um concurso com as obras produzidas, que deveriam trazer o trabalho do pintor para um contexto atual. Alinhado com a Base Nacional Comum Curricular, esse concurso permitiu que os alunos exercitassem as dimensões do conhecimento artístico, como a reflexão e a estesia, que é a articulação que pretende unir a sensibilidade e a percepção da Arte como uma forma de conhecer a si mesmo, ao outro e ao mundo.  

Colégio Notre Dame realiza campanha do agasalho em prol do CECOIA

Arrecadação acontece até 15 de junho e as doações beneficiarão, direta e indiretamente, as famílias de atendidos

O Colégio Notre Dame, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, organizou uma campanha de arrecadação de roupas de frio em prol do Centro Comunitário Irmão André (CECOIA). A ação segue até dia 15 de junho.  

A campanha é uma iniciativa da Pastoral do Colégio, que convida a comunidade escolar a doar roupas, agasalhos e calçados em prol do Centro. As peças serão destinadas parcialmente às famílias de atendidos do CECOIA, e as demais serão colocadas à venda no brechó, que ajuda na complementação de renda da entidade social.  

Há caixas de arrecadação disponibilizadas na monitoria da instituição de ensino. Colabore! Faça sua doação! 

Colégio Santa Cruz realiza nova edição de Noites Literárias

Evento será presencial e vai estudar vida e obra de Lygia Fagundes Telles

Reprodução: Colégio Santa Cruz

O Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, realiza no próximo dia 30 de maio, às 19h, uma nova edição do evento Noites Literárias. O evento terá como foco a obra de Lygia Fagundes Telles, autora do romance “As meninas” e outros contos. O encontro será presencial e acontecerá na Biblioteca Padre Charbonneau.  

A partir da obra literária de Lygia, os presentes abordarão temas que transcendem seus textos, como a posição da mulher na sociedade, o papel dos seres oprimidos, as relações familiares e a imaginação. Também serão abordados fatos relacionados à sua formação como escritora e a atenção e cuidado que tinha com seus leitores.  

Lygia Fagundes Telles acreditava que o escritor e suas obras eram fundamentais para as pessoas: “A criação literária? O escritor pode ser louco, mas não enlouquece o leitor, ao contrário, pode até desviá-lo da loucura. O escritor pode ser corrompido, mas não corrompe. Pode ser solitário e triste e ainda assim vai alimentar o sonho daquele que está na solidão”.  

O evento será aberto para aqueles que não pertencem ao corpo docente ou estudantil do Colégio Santa Cruz. As inscrições podem ser feitas pelo link: https://dotnet2.santacruz.g12.br/agenda/home/agendalista/56.  

CESSC participa de caminhada em combate à exploração infantil

Evento foi organizado por órgãos públicos de Pernambuco como parte das manifestações do Maio Laranja

O Centro Socioeducativo Santa Cruz (CESSC), que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, participou, no último dia 18 de maio, de uma caminhada em favor da conscientização sobre graves problemas decorrentes da exploração e do abuso infantil. A iniciativa é do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Paudalho –PE. 

O evento aconteceu como parte das manifestações do Maio Laranja, mês escolhido para conscientizar e sensibilizar a população sobre o combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes.  Estiveram também presentes na caminhada representantes da Secretária de Educação e de Comunicação. 

O CESSC tem posição de destaque nesse Conselho, visto que a gestora do serviço é sua atual presidenta, além de a entidade manter assento na mesa diretora do referido Conselho. O CEESC participa, ainda, das atividades da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social e do Conselho Tutelar do município.  

A participação das unidades sociais mantidas pela Congregação de Santa Cruz em órgãos públicos locais é bastante valorosa, pois, além de se constituir em verdadeiro exercício de cidadania, dá visibilidade ao trabalho realizado e contribui para a construção de uma imagem social positiva e responsável da organização.