Cursos Noturnos do Colégio Santa Cruz organizam festa literária

Evento teve apresentações culturais, sarau e a tradicional feira do livro dos Cursos Noturnos

Reprodução: Colégio Santa Cruz

Os alunos dos Cursos Noturnos do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, organizaram, em junho, pela primeira vez, a Festa Literária. O evento contou com apresentações musicais, sarau e a tradicional Feira do Livro, que acontece semestralmente no Colégio para os Cursos Noturnos. Além disso, professores promoveram apresentações de trabalhos e os estudantes participaram do lançamento de livros dos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), vivências sinestésicas com as palavras e apresentação de poemas.  

Os alunos do curso técnico de Marketing, oferecido pelo Colégio, colaboraram com as peças de divulgação da festa, a partir da elaboração de cartazes e outros materiais. Em cada sala, realizaram performances para convidar seus colegas para o evento.  

A Festa Literária foi criada a partir da Feira do Livro, que busca facilitar o acesso dos alunos dos Cursos Noturnos aos livros e, ainda, gerar renda para os subsídios ao transporte que são oferecidos pelo Colégio Santa Cruz. Os títulos, recebidos por meio de doações, são comercializados a preços baixos – em 2022, o valor unitário foi de R$ 3. Este ano, aproximadamente 650 livros foram vendidos. As unidades restantes foram disponibilizadas para a compra de funcionários no dia seguinte.  

Logo após a realização da Feira do Livro, os alunos foram convidados a participar e prestigiar o sarau e as apresentações musicais. Além disso, houve a exposição de painéis de pintura dos alunos da professora Luciana Coin, cartazes do trabalho “Cidades Imaginárias”, proposto pelo professore André Peres e poemas dos alunos da professora Ciça Orlandi.  

Colégio Santa Cruz realiza nova edição de Noites Literárias

Evento será presencial e vai estudar vida e obra de Lygia Fagundes Telles

Reprodução: Colégio Santa Cruz

O Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, realiza no próximo dia 30 de maio, às 19h, uma nova edição do evento Noites Literárias. O evento terá como foco a obra de Lygia Fagundes Telles, autora do romance “As meninas” e outros contos. O encontro será presencial e acontecerá na Biblioteca Padre Charbonneau.  

A partir da obra literária de Lygia, os presentes abordarão temas que transcendem seus textos, como a posição da mulher na sociedade, o papel dos seres oprimidos, as relações familiares e a imaginação. Também serão abordados fatos relacionados à sua formação como escritora e a atenção e cuidado que tinha com seus leitores.  

Lygia Fagundes Telles acreditava que o escritor e suas obras eram fundamentais para as pessoas: “A criação literária? O escritor pode ser louco, mas não enlouquece o leitor, ao contrário, pode até desviá-lo da loucura. O escritor pode ser corrompido, mas não corrompe. Pode ser solitário e triste e ainda assim vai alimentar o sonho daquele que está na solidão”.  

O evento será aberto para aqueles que não pertencem ao corpo docente ou estudantil do Colégio Santa Cruz. As inscrições podem ser feitas pelo link: https://dotnet2.santacruz.g12.br/agenda/home/agendalista/56.  

Famílias passam manhã de sábado no Colégio Santa Cruz

Encontro aconteceu com familiares do G6- Educação Infantil- no sábado, 09 de abril, para desfrutar de experiências vividas pelos alunos e alunas

A equipe do G6, Educação Infantil do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, organizou uma manhã de atividades na escola junto com as famílias dos alunos e alunas. O encontro aconteceu no dia 09 de abril. O intuito foi oferecer uma oportunidade de união e convivência entre as famílias, crianças e professores, trazendo as famílias para conhecer algumas das experiências vividas pelas crianças no cotidiano escolar.  

Entre as propostas desenvolvidas no encontro estavam ateliê ao ar livre, desenho de observação de folhas, um percurso motor e uma visita guiada pelos alunos à Biblioteca e ao seu acervo. Nessa última parte, os estudantes puderam desfrutar momentos de leitura com seus familiares. Uma grande ciranda encerrou a manhã de atividades.  

“Crianças e familiares demonstraram alegria em estar juntos novamente, num clima de confraternização, compartilhando experiências havidas na escola, que é, para todos nós, um espaço de encontro que oferece a experiência de aprender em comunidade”, contou Regina Andrade Clara, coordenadora pedagógica da turma.  

Projeto Meninas em Campo recebe ONG Absorvendo Amor

Encontro propôs uma conversa entre integrantes da organização e atletas sobre dignidade íntima feminina

Reprodução: Colégio Santa Cruz

No sábado, 19 de março, atletas do Meninas em Campo, projeto integrante do Programa de Cidadania e Inclusão pelo Esporte do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, receberam integrantes da ONG Absorvendo Amor.

 A organização realiza projetos de redução da pobreza menstrual- um problema de saúde pública, cuja superação é também um direito humano.  Por meio de seus projetos, a ONG promove conscientização sobre o tema, além de intermediar a doação de produtos específicos para higiene íntima feminina.  

Por meio da distribuição de produtos e conversas sobre saúde feminina com uma ginecologista parceira, o projeto busca atingir estudantes de escolas públicas, moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade em geral. Além disso, a ONG promove conscientização nas redes sociais sobre pobreza menstrual e discute o tabu que envolve a menstruação, por meio de posts expositivos e educativos.

O evento contou com uma roda de conversa, em que as atletas foram apresentadas a opções ecológicas para os cuidados femininos e, em seguida, foram conduzidas a uma troca de informações com a ginecologista Luciene Barduco. “Boa parte das dúvidas foi relacionada à menstruação, cólica e TPM, voltadas para a realidade delas, mulheres que sangram, mas continuam atletas”, explica Luciene, que, além de ginecologista, é sexóloga e mastologista. “Falei para elas: informação é poder. Quando capacitamos com informação de qualidade, contribuímos muito para o desenvolvimento e crescimento em segurança e os riscos de doença e gravidez na adolescência diminuem muito”, completou.

Ao fim da atividade conjunta entre Meninas em Campo e ONG Absorvendo Amor, houve a distribuição de absorventes descartáveis para as atletas. “Fiquei impressionada com a escuta e atenção delas. Foi muito gratificante”, finalizou Luciene Barduco.

Destaque-se que alunos do ensino médio do Colégio Santa Cruz participaram da organização do encontro, avaliado como muito relevante por todos os envolvidos.

Colégio Santa Cruz passa a oferecer jantar em cursos noturnos

Colégio troca lanches por refeição completa para garantir refeição balanceada aos estudantes dos cursos noturnos

Preocupado com a nutrição dos alunos dos cursos noturnos, o Colégio Santa Cruz, instituição de ensino que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, passou a ofertar refeição aos estudantes. Antes, o Colégio oferecia um lanche, como parte do pacote de benefícios disponibilizado aos matriculados no período noturno.

Devido à sua situação socioeconômica, grande parte dos estudantes dos cursos noturnos se encaixa no perfil das causas básicas de insegurança alimentar, principalmente no que diz respeito ao preço dos alimentos e desemprego.  Outros vêm à escola depois de um longo dia de trabalho. Assim, a equipe a equipe responsável pelos cursos entendeu ser improvável que o aluno consuma uma refeição balanceada ao chegar em casa, já em horário tardio e, por isso, buscou alternativas para ajudar os alunos a manter uma vida mais saudável.

Assim, o Colégio Santa Cruz instituiu um programa que entrega um jantar completo, em embalagem biodegradável, para cada aluno. O programa favorece o desenvolvimento de uma rotina de alimentação mais saudável, contribuindo, ainda, para a (igualmente) saudável socialização entre colegas no ambiente escolar.

Colégio Santa Cruz realiza exposição sobre a Quaresma

Alunos da catequese fizeram ações e cartazes temáticos para sintetizar a essência do período

Com o tema “O que levaremos na mochila da vida”, alunos da catequese do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, preparam uma exposição para representar simbolicamente a Quaresma, período de preparação para a Páscoa. Orientados pelas professoras Fernanda Sá e Maria Carolina Ramicelli, os estudantes produziram cartazes explicativos que estão expostos no Pátio Azul (no interior do Colégio) , além de uma ação interativa sobre o tema.

Com o conceito temático trabalhado em encontros prévios com os alunos, as crianças escolheram concepções, tratadas simbolicamente como “objetos”, para “colocar em suas mochilas”, como amor, respeito, família, solidariedade e amizade. Já outras, como guerra, fome, medo e preconceito foram “deixadas de fora”. Dessa forma, os estudantes escolheram de fato somente o que é necessário para “semear no coração”.

Os cartazes, produzidos em lilás, cor característica do período, buscaram explicar, de forma simples e intuitiva, o que é a Quaresma. As peças foram elaboradas após diversas reflexões com base nas orientações da Igreja, que sugere três pilares para a vivência do tempo quaresmal: oração, jejum e a caridade.

O projeto, em seu todo, remete, também, à Campanha da Fraternidade deste ano, que tem como tema central a educação.

Alunos do Colégio Santa Cruz desenvolvem campanha de segurança online

A confecção de cartazes foi a atividade escolhida para promover a reflexão sobre s importância de uma internet mais segura e empática

Alunos do 6º ano do Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, desenvolveram o projeto “Think before you post”. A atividade, realizada em língua inglesa, foi desenvolvida junto à Orientação Educacional, que aborda temas de cultura digital e teve enfoque especial na sensibilização dos estudantes para os riscos de compartilhar informações pessoais, opiniões e julgamentos na internet.  

Divididos em grupos e orientados por Maria Alice Guimarães e Lenita Perez, ambas professoras de inglês, os alunos de 6º ano produziram cartazes para a campanha. O objetivo principal era conscientizar os colegas do 4º e 5º ano sobre segurança online e sobre o que podemos ou não postar nas redes sociais.  

Confira abaixo alguns dos cartazes feitos pelos alunos:  

Colégio Santa Cruz realiza encontro com professora da Universidade de Stanford

Rachel Lotan, professora doutora, ministrou palestra sobre salas de aula equitativas, democráticas e com excelência

Reprodução: Colégio Santa Cruz

No último dia 14, como parte das atividades formativas realizadas pelo Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, a professora doutora Rachel Lotan, da Universidade de Stanford, realizou um encontro virtual com educadores do Colégio. Professores do 2º ao 7º ano do Ensino Fundamental, tanto do curso regular quanto da Educação de Jovens e Adultos (EJA), assistiram à palestra da professora com o tema: “Salas de aula equitativas, democráticas e com excelência: uma visão, uma missão e sua realização”.

Rachel Lotan é Professora Emérita na Escola de Educação da Universidade de Stanford. Atualmente, dirige o Programa Complex Instruction, em Stanford, liderando a pesquisa e a difusão de uma abordagem pedagógica para a construção de salas de aula equitativas.

Desde 2016, Rachel atua como Diretora de Teoria, Prática e Planejamento Estratégico do Programa de Especialização Docente (PED Brasil), desenvolvido pelo Centro Lemman da Universidade Stanford. É autora e coautora de inúmeros artigos, capítulos de livros e relatórios técnicos, além de apresentadora em conferências internacionais e nacionais e em organizações educacionais.

A palestra faz parte de atividades formativas para a equipe de educadores do Colégio Santa Cruz que foram programadas para 2022

Colégio Santa Cruz realiza webinar sobre o mundo digital

Webinar “Jogo online, Infância e Juventude” discutiu o impacto do mundo digital na vida de crianças e adolescentes

O Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, realizou, no Dia Internacional da Internet Segura, um webinar sobre o impacto da vida digital na formação integral de crianças e adolescentes. O encontro foi ministrado por Pedro Hartung e Raquel Franzim, do Instituto Alana.

O número de pesquisas nas áreas de educação, saúde e direitos na infância em relação à vida online- suas consequências e riscos- é crescente, assim como a preocupação de pais e responsáveis acerca do assunto.

Para iluminar o assunto, Pedro e Raquel apresentaram e comentaram achados da pesquisa Impactos dos jogos online na educação e no desenvolvimento integral de crianças e adolescentes.

Confira o webinar na íntegra pelo link: https://youtu.be/BPlJDfl0H0o.

Colégio Santa Cruz dá início a celebração de 70 anos de fundação

Colégio completa 70 anos em 2022 e reúne em vídeo fatos marcantes do período

O Colégio Santa Cruz, que tem como mantenedora a Congregação de Santa Cruz, prepara-se para, em 2022, celebrar o seu 70º ano de fundação. Fundado em 1952, inicialmente no bairro da Consolação e posteriormente transferido para o Alto de Pinheiros, em São Paulo – SP, o Colégio nasceu do propósito missionário da Congregação, legado pelo Beato Basílio Moreau, de promover a educação e formação integral da pessoa.

O Colégio Santa Cruz, ao longo desses anos, contribuiu para a formação de gerações de cidadãos críticos, capazes de conciliar as próprias escolhas com a construção de uma sociedade mais igualitária e sustentável, que respeite os direitos humanos e a diversidade de ideias.

O projeto pedagógico do Colégio proporciona uma sólida formação acadêmica e cultural dos estudantes, em um ambiente escolar vigoroso e criativo, marcado pela alegria e pelo desejo de aprender ensinando e ensinar aprendendo.

Seguindo firme com esse propósito, o Santa Cruz busca honrar os princípios e os valores que o tornaram uma respeitada instituição de ensino, refletindo diariamente sobre como fazer frente aos desafios da contemporaneidade ao mesmo tempo em que reafirma a sua identidade. Esse processo de reflexão é necessário para o aprimoramento constante da escola, em diálogo com educadores, estudantes e famílias.

Para marcar o início das celebrações deste ano especial, o Colégio criou um selo comemorativo.

O Colégio também reuniu fatos marcantes ao longo desses anos que podem ser vistos no vídeo abaixo: