A atuação

Inspirados na tradição e no legado de seu fundador, Pe. Basile Moreau (1799-1873), a educação foi escolhida, pela Congregação de Santa Cruz, como área central da atuação formativa e evangelizadora, sob inspiração de Padre Moreau. Por assim conceberem-se as obras educacionais, não é possível separar, em seus âmbitos de atuação, as ações de caráter pedagógico daquelas de caráter pastoral, constituindo-se, portanto, escolas em pastoral.

De modo convergente e coerente, missão educativa enfatiza a promoção da educação integral, formando cidadãos éticos, verdadeiramente solidários e conscientes de suas responsabilidades sociais, além de compromissados com uma atuação que contribua para a transformação social em vista de um mundo mais justo e sustentável.

Para isso, o Projeto Pedagógico Pastoral desenvolve, tanto no âmbito da reflexão quanto da ação, os valores a serem incorporados pelos educandos em seu processo de formação. Dessa forma, é possível conscientizá-los da necessidade da atuação transformadora na construção de uma sociedade melhor e garantir que os valores cristãos de cuidado, respeito e amor estejam presentes nos ambientes educativos.

Para isso, busca-se incentivar o diálogo entre educandos e educadores de Santa Cruz. Essa conversa é diferenciada por ações afirmativas que revelam o respeito e a tolerância às diferenças, a valorização da unidade na diversidade, o reconhecimento do mérito da liberdade e da autonomia responsável na condução dos atos humanos.

A Congregação, sendo uma Entidade Filantrópica certificada pelo MEC, recebe a Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social (CEBAS). Por meio dela, a Congregação participa do Programa de Bolsa de Estudos, concedendo bolsas de estudo nos segmentos da educação infantil, ensino regular, ensino técnico e educação de jovens e adultos.

Colégios

Colégio Dom Amando – Santarém/PA

O Colégio Dom Amando, fundado em 1943 (então como Ginásio Dom Amando), na cidade de Santarém-Pará, passou às mãos da Congregação de Santa Cruz em 1951 e, desde lá, mantém-se como instituição educacional de referência na região.

Em seu Projeto Pedagógico- Pastoral está expressa a busca permanente pela promoção de educação integral, tendo como ponto forte a formação de um bom cristão: educando mentes e corações.

Assim, o Colégio empenha-se em educar e evangelizar, considerando as dimensões afetiva, psíquica, cognitiva, física e espiritual de todos os membros da comunidade escolar e a formação para o exercício pleno da cidadania se faz como resultado de uma base sólida desenvolvida pelo CDA da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Colégio Notre Dame – Campinas/SP

A história do Colégio Notre Dame começa em 1960, quando Ir. Paulo chega a Campinas para realizar o sonho de formar jovens para exercer função de liderança na sociedade, com práticas fundadas em valores humanos e cristãos.

A direção da escola foi exercida por Irmãos da Congregação até 1996. Até hoje, o Colégio Notre Dame é um marco referencial importante da educação da cidade e construiu ao longo de seus 50 anos de história uma educação baseada em excelência acadêmica e valores cristãos, por meio de um Projeto Educativo voltado para a formação do ser humano.

Colégio Santa Cruz – São Paulo/SP

Fundado em 1952, o Colégio Santa Cruz se consolidou como respeitada instituição de ensino humanista, formando gerações de cidadãos críticos e atuantes. A solidez e a vitalidade dos princípios de sua proposta educacional podem ser sintetizadas no seguinte ideário:

  • apreço ao conhecimento e ao livre-pensar;
  • responsabilidade frente às próprias escolhas;
  • produção crítica e criativa em diversas tecnologias;
  • consciência política e social.

Isso envolve reconhecer um compromisso, desde a fundação desta escola, com a diversidade de ideias: entendemos que nosso colégio é um espaço privilegiado para a discussão de temas relevantes e atuais, sempre incentivando o diálogo, o respeito e a tolerância com as diferentes opiniões. Almejamos formar cidadãos com sólidos princípios éticos, capazes de: respeitar a liberdade de expressão e de pensamento; reconhecer e fazer valer os direitos humanos; ser verdadeiramente solidários; revelar abertura à diversidade cultural, religiosa, racial, de gênero, social, política e econômica; repudiar qualquer tipo de discriminação.