Solenidade São Pedro e São Paulo, Apóstolos

 

Leitura dos Atos dos Apóstolos (At 12,1-11):

Naqueles dias, 1o rei Herodes prendeu alguns membros da Igreja, para torturá-los. Mandou matar à espada Tiago, irmão de João. E, vendo que isso agradava aos judeus, mandou também prender a Pedro. Eram os dias dos Pães ázimos.

“Depois de prender Pedro, Herodes colocou-o na prisão, guardado por quatro grupos de soldados, com quatro soldados cada um. Herodes tinha a intenção de apresentá-lo ao povo, depois da festa da Páscoa.

Enquanto Pedro era mantido na prisão, a Igreja rezava continuamente a Deus por ele.

Herodes estava para apresentá-lo. Naquela mesma noite, Pedro dormia entre dois soldados, preso com duas correntes; e os guardas vigiavam a porta da prisão.

Eis que apareceu o anjo do Senhor e uma luz iluminou a cela. O anjo tocou o ombro de Pedro, acordou-o e disse: “Levanta-te depressa!” As correntes caíram-lhe das mãos.

O anjo continuou: “Coloca o cinto e calça tuas sandálias!” Pedro obedeceu e o anjo lhe disse: “Põe tua capa e vem comigo!”

Pedro acompanhou-o, e não sabia que era realidade o que estava acontecendo por meio do anjo, pois pensava que aquilo era uma visão.

Depois de passarem pela primeira e segunda guarda, chegaram ao portão de ferro que dava para a cidade. O portão abriu-se sozinho. Eles saíram, caminharam por uma rua e logo depois o anjo o deixou. Então Pedro caiu em si e disse: “Agora sei, de fato, que o Senhor enviou o seu anjo para me libertar do poder de Herodes e de tudo o que o povo judeu esperava!”

Salmo – Sl 33(34),2-3.4-5.6-7.8-9 (R. 5)

R.De todos os temores me livrou o Senhor Deus.

2Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, *
seu louvor estará sempre em minha boca.
3Minha alma se gloria no Senhor; *
que ouçam os humildes e se alegrem! R.

4Comigo engrandecei ao Senhor Deus, *
exaltemos todos juntos o seu nome!
5Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, *
e de todos os temores me livrou. R.

6Contemplai a sua face e alegrai-vos, *
e vosso rosto não se cubra de vergonha!
7Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, *
e o Senhor o libertou de toda angústia. R.

😯 anjo do Senhor vem acampar *
ao redor dos que o temem, e os salva.
9Provai e vede quão suave é o Senhor! *
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio! R.

Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo (2Tm 4,6-8.17-18):

Caríssimo: Quanto a mim, eu já estou para ser derramado em sacrifício; aproxima-se o momento de minha partida. Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé. Agora está reservada para mim a coroa da justiça, que o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que esperam com amor a sua manifestação gloriosa.

Mas o Senhor esteve a meu lado e me deu forças, ele fez com que a mensagem fosse anunciada por mim integralmente, e ouvida por todas as nações; e eu fui libertado da boca do leão.

O Senhor me libertará de todo mal e me salvará para o seu Reino celeste. A ele a glória, pelos séculos dos séculos! Amém.

Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus (Mt 16,13-19)

Naquele tempo, Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”. 

Reflexão

São Lucas que escreveu o livro dos Atos dos Apóstolos dá muitos detalhes do que tem acontecido a Pedro quando foi preso e depois libertado milagrosamente. A prisão de Pedro era guardada por 16 soldados. Pedro foi preso com duas correntes e vigiado por dois soldados. Alguns guardas vigiavam também a porta da prisão. Apesar de todo esse esquema de segurança no cárcere em que Pedro estava, a noite ele foi tirado do cárcere escuro sem saber exatamente o que estava acontecendo com ele. Uma vez na rua, Pedro caiu em si e disse: “Agora sei, de fato o Senhor enviou seu anjo para me libertar”.

Dos doze apóstolos Pedro foi o primeiro a testemunhar a divindade de Jesus. Foi quando Jesus perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. Respondendo Jesus lhe disse: “Por isso, te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la”.

PEDRO, O PESCADOR

Simão Pedro foi escolhido pessoalmente por Jesus, junto com seu irmão André. Ele era pescador assim como João e Tiago, os filhos de Zebedeu. Jesus o chamou de Pedra (Pedro em português) e disse que o faria um pescador de homens, embora o deixasse pescar ainda no mar de Tiberíades (Mc 1, 16-18). Como era sua fé em Jesus? Um dia se atirou ao mar para encontrar o mestre, mas por causa do vento se apavorou e Jesus teve que estender a mão para salvá-lo: “Homem fraco na fé, por que você duvidou”. Disse-lhe Jesus (Mt14, 22).

PEDRO, O SEGUIDOR FIEL

Na Última Ceia, quando Jesus fazia seu discurso de despedida, Pedro interrompeu o mestre perguntando: “Senhor para onde vais?” E Jesus responde: “Para onde eu vou, você não pode me seguir”. Pedro então indaga: “Senhor por que não posso seguir-te agora? Eu daria a minha própria vida por ti“. E Jesus retruca: “Antes que o galo cante, você me negará três vezes” (J013, 36-38).

Também era corajoso! Quando os guardas chegaram no Jardim das Oliveiras para prender Jesus, Pedro tirou sua espada e atacou um empregado do Sumo Sacerdote decepando sua orelha direita (J018, 10). Era mais corajoso do que João: foi o apóstolo que primeiro entrou no túmulo depois da Ressurreição de Jesus (J020, 8).

PEDRO O PECADOR PERDOADO

Ele pecou gravemente duas vezes: foi quando Jesus profetizou sua paixão e morte pelo caminho. Pedro foi repreender o mestre porque achava um absurdo Jesus ser assassinado um dia. Naquela vez Jesus o xingou dizendo: “Fique longe de mim Satanás! Você é uma pedra de tropeço para mim, porque não pensa as coisas de Deus, mas as coisas dos homens!” (Mt16, 21). Interrogado no pátio do tribunal religioso Pedro negou três vezes ter conhecido Jesus. Na terceira vez ele começou a maldizer e a jurar, dizendo: “Nem conheço esse homem!“. Nesse instante, o galo cantou. Pedro se lembrou então do que Jesus tinha dito: “Antes que o galo cante, você me negará três vezes”.

Antes de receber a função de Supremo Pastor, Pedro teve que passar por um teste, uma sabatina feita por Jesus: “Pedro, você me ama mais do que estes?” E Pedro responde: “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo”. A indagação de Jesus continua e na terceira vez Pedro diz: “Senhor, tu conheces tudo, e sabes que te amo”. E então Jesus encerra o teste dizendo: “Cuide das minhas ovelhas” (J021, 15-17).

PAULO O PERSEGUIDOR

Fariseu fanático, Paulo queria combater os ensinamentos de Jesus que ele achava contrários à sua religião, baseada no cumprimento das leis e de méritos diante de Deus. Nascido em Tarso, na Cilicia, ele gozava de duas cidadanias. Cinco anos mais novo do que Jesus, era fabricante de velas e de tendas. Estudou em Jerusalém, era aluno do famoso fariseu Gamaliel e falava várias línguas. Antes da sua conversão, enquanto SAULO, organizou um grupo terrorista para acabar com os cristãos: ‘Saulo se esforçava para acabar com a igreja. Ele ia de casa em casa, arrestava homens e mulheres e os jogava na cadeia’ (At8, 3). ‘Saulo aprovou a morte de Estevão (At8, 1). Lucas escreveu que enquanto as pessoas atiravam pedras para matar Estevão, ‘um moço chamado Saulo tomava conta das suas capas’ (At7, 58).

Agarrado por uma multidão Ele foi maltratado em Jerusalém. O tribuno soube e Paulo pediu para explicar-se diante do povo que queria matá-lo e dizia: “Persegui mortalmente este caminho, prendendo e lançando à prisão homens e mulheres, como o sumo sacerdote e todos os anciãos podem testemunhar. Eles até me deram carta de recomendação para os irmãos de Damasco, e para lá em Jerusalém. No entanto, aconteceu que na viagem, estando já perto de Damasco, aí pelo meio-dia, uma grande luz que vinha do céu brilhou ao redor de mim. Então caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: ‘Saulo, Saulo, por que você me persegue?’ Eu perguntei: “Quem és tu, Senhor?” Ele me respondeu: ‘Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem você está perseguindo!’ (At 22, 4-8) (Cf. GII, 12-24; F13, 4-12).

PAULO CONVERTIDO MISSIONÁRIO

Paulo foi o maior de todos os missionários que passaram pela terra até hoje. Desenvolveu uma TEOLOGIA toda baseada no Amor Gratuito de Jesus e na Misericórdia do Pai. São Paulo foi quem desenvolveu a teologia da GRAÇA. Por diferentes meios, os dois congregaram a única família e, unidos pela coroa do martírio, recebem hoje, por toda a terra, igual, veneração. Sigamos os passos desses gigantes da fé cristã e peçamos a intercessão deles em favor do mundo todo.


 Pe. Lourenço, CSC

 

Comunicação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *