Dia Internacional da mulher: representantes da paz e da prosperidade

As mulheres são símbolos de alento, carinho, força e esperança, e semeiam bons frutos por onde transitam. Por isso hoje, dia 08 de março, comemoramos o Dia Internacional das Mulheres, dando luz à sua coragem de lutar pelos seus direitos e pelos seus semelhantes, buscando sempre justiça e igualdade para todas. Hoje comemoram-se todas e cada uma das vozes femininas que ecoam por gerações, e que utilizam suas vidas para ensinar e aprender.

Desde sua criação, a Congregação de Santa Cruz inspira-se na missão de mulheres que trabalham fervorosamente para levar a palavra de Deus a todos os lugares por onde passam. Em 1838, um ano após a fundação da Associação de Santa Cruz pelo Pe. Basílio Moreau, as voluntárias de obras apostólicas em Le Mans, na França, associaram-se aos religiosos de Santa Cruz, dando origem às Irmãs Marianitas de Santa Cruz, que ajudariam a disseminar mensagens de educação e capacitação acadêmica com valores cristãos.

As Irmãs atuaram em 3 frentes: na França, no Canadá e nos Estados Unidos. Através de seu trabalho como professoras, orientadoras e religiosas, elas pregavam os ensinamentos de Moreau em suas respectivas localidades, levando a palavra de Deus. Em 1867, as Irmãs de Santa Cruz receberam aprovação em nível mundial e, já em 1869, as Irmãs Marianitas da Província Americana recebeu o estatuto formal de Congregação Independente, passando a chamar-se Congregação das Irmãs de Santa Cruz. Alguns anos mais tarde, em 1883, as Irmãs Marianitas da Província Canadense também adquiriram o título, transformando-se em Congregação das Irmãs de Santa Cruz.

Em sua vida, essas mulheres são chamadas a participar da missão de Jesus para proclamar o amor de Deus em todas as criações com compaixão e cuidado. Guiadas por sua fé em Cristo e seu amor e empatia, as Irmãs permanecem em solidariedade aos pobres e oprimidos em busca de uma sociedade mais unida.

Atualmente, através de seus valores – Compaixão, Fé, Operação e Comunidade –, as Irmãs de Santa Cruz atuam em oito países e quatro continentes, servindo ao povo de diversas culturas em clínicas, hospitais, escolas, universidades, igrejas e paróquias. Em sua declaração de missão, as Irmãs afirmam: “Nossa vida juntas nos enriquece e fortalece para nutrir comunidades onde quer que estejamos”.

As Irmãs de Santa Cruz são mulheres professoras, enfermeiras, administradoras, conselheiras, assistentes sociais, escritoras, advogadas e, acima de tudo, promotoras de uma reforma sistêmica e de justiça social. Seu papel na disseminação do trabalho da Congregação de Santa Cruz é fundamental, pois leva seus valores e ensinamentos com o cuidado, segurança e compaixão em diversas localidades, além de se fazerem presentes e representativas em locais onde outras mulheres mais precisam.

Para a Igreja, a participação ativa das mulheres é muito importante, principalmente porque possibilita o trabalho e a abordagem cristã em diversas frentes, principalmente na luta pelo direito e na erradicação da violência. Para o Papa, vivermos em um mundo melhor está nas mãos delas. “Se quisermos um futuro melhor, se sonharmos com um futuro de paz, precisamos dar espaço às mulheres”, afirma o pontífice.

Hoje e todos os dias, desejamos parabéns à todas as mulheres da Congregação de Santa Cruz, e desejamos à todas um mundo melhor e mais justo. Que a força de vocês seja exemplo, e que sua fé se faça presente em todos os lugares.  

Comunicação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *