Papa Francisco institui Dia Mundial dos Avós e dos Idosos

Data será comemorada a partir deste ano, no quarto domingo de julho, próximo a festa dos Santos Joaquim e Ana, avós de Jesus


Papa Francisco com idosa. Reprodução Agência Ecclesia.

Para o Papa Francisco, os idosos são um “presente”, cuja riqueza, na maioria das vezes, podemos esquecer. Carregadores de nossa memória, das raízes dos povos e das ligações entre gerações, eles merecem ser celebrados e jamais esquecidos. Por isso, conforme anunciado ao final do Angelus, de 31 de janeiro, Sua Santidade decidiu dedicar-lhes um Dia Mundial todo quarto domingo de julho, válido já neste ano.

O ponto de partida do Pontífice é a Festa da Apresentação de Jesus ao Templo, onde 2 idosos, Simeão e Ana, “iluminados pelo Espírito Santo, reconheceram Jesus como messias”. Esta é a primeira grandeza daqueles que nos precederam no caminho da vida. “O Espírito Santo ainda desperta pensamentos e palavras de sabedoria nos idosos: sua voz é preciosa porque canta os louvores de Deus e conserva as raízes dos povos. Eles nos lembram que a velhice é um presente e que os avós são o elo entre as diferentes gerações, para transmitir aos jovens a experiência da vida e da fé”, defende Francisco.

Em meio a uma pandemia que os tornou ainda mais isolados e distantes de suas famílias, é preciso trazê-los de novo para o cerne de nossas vidas, e dar-lhes o carinho, amor, compaixão e atenção que tanto merecem, preservando-os como uma memória a ser transmitida. “Os avós tantas vezes são esquecidos e nós esquecemos esta riqueza de conservar as raízes e transmitir. E por esta razão decidi instituir o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, que será celebrado em toda a Igreja, todos os anos, no quarto domingo de julho, próximo à festa dos Santos Joaquim e Ana, os avós de Jesus”, disse o Papa em sua mensagem.

Para Sua Santidade, é preciso que a juventude mantenha constante diálogo com os idosos, mantendo este vínculo muito estreito, até mesmo dizendo que “sonha com um mundo que viva precisamente do abraço deles”. “É importante que os avós se encontrem com os netos e que os netos se encontrem com os avós, porque – como diz o profeta Joel – os avós diante dos netos sonharão, terão a ilusão e os jovens, tomando força dos avós, seguirão adiante, profetizarão. E precisamente 2 de fevereiro é a festa do encontro dos avós com seus netos”, conclui o Papa Francisco.

Comunicação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *