70 anos de vida religiosa consagrada – Pe. José Prado, CSC

José Amaral de Almeida Prado, nasceu em Jaú – SP, em 14 de novembro de 1930, “véspera do aniversário da Proclamação da República”. Foi o sétimo filho numa escadinha de dez.  

Em 1942, a família se mudou para São Paulo. O pai de José vendeu a casa de Jaú e comprou uma casa na Rua Maria Figueiredo, no Paraíso, decidido a trabalhar na capital e garantir que os filhos fizessem faculdade. “Ele dizia: ‘não vou deixar herança para vocês, mas vou dar uma carta’; a carta era o diploma”, conta José.  “Todos fizeram faculdade.  Quatro são doutores pela USP”.  

José passou a adolescência naquela ladeira, entre a Avenida Paulista e a Rua Tutóia. Na verdade, apenas as férias ele passava ali. Já em 1941, antes mesmo da mudança para a capital, o menino de 11 anos havia ingressado no Seminário Menor Diocesano de São Carlos, onde permaneceu até completar o ginásio, aos 16 anos. Em dezembro de 1946, concluiu o Seminário Menor e mudou-se finalmente para a casa dos pais, na capital, disposto a se matricular no Seminário Maior, equivalente ao curso clássico ou colegial (hoje ensino médio), no Ipiranga. Decidido a tornar-se um padre religioso, ligado a uma ordem, solicitou sua entrada na Congregação de Santa Cruz.  

Foi a primeira vez que a Congregação de Santa Cruz, acolheu um jovem brasileiro como postulante.  

Seu interesse pelos “padres canadenses”, como eram conhecidos os Religiosos de Santa Cruz, foi decorrência do envolvimento deles nas atividades da Ação Católica.  

De  1947  a  1949,  José Prado  formou-se  em  Filosofia  no  Seminário  Maior do  Ipiranga. Foi para  o  Canadá,  onde  fez  o  noviciado e professou os Primeiros Votos em 16 de agosto de 1950 e cursou quatro anos de Teologia. Em dezembro de 1953, voltou ao Brasil para ser ordenado. A cerimônia aconteceu na capela do Colégio Sion, na Avenida Higienópolis, bem em frente ao Ginásio Santa Cruz. Em mais uma temporada de um ano no Canadá, ao longo de 1954, José fez seis meses de estágio num dos colégios mantidos pela Congregação de Santa Cruz em Quebec.  

Em janeiro de 1955, aos 24 anos e novamente no Brasil, Padre José Prado matriculou-se no curso de Letras Neolatinas da USP e foi admitido como professor de religião e latim no Colégio Santa Cruz, onde também passou a morar. Entre 1974 e 1975 fez seu doutorado em Língua Portuguesa pela USP. 

Nesses 70 anos de Vida Religiosa Consagrada, o Padre José Prado desempenhou vários papeis à frente da Missão da Congregação de Santa Cruz e da educação do Estado de São Paulo, como Educador de Mentes e Corações. 

Esteve na direção do Ginásio do Colégio Santa Cruz, trabalhou na formação de novos membros da Congregação de Santa Cruz. Lecionou por vários anos no Instituto Isolado de Ensino Superior de Marília, mais tarde vinculado à Unesp. 

Mesmo com a debilitação por causa da idade, (chegando aos 90 anos) continua sendo uma presença no Colégio Santa Cruz, onde nos últimos anos acompanhou os trabalhos pastorais e os momentos celebrativos com a comunidade educacional, onde é muito querido pelos educandos, educadores e famílias. É membro honorário do Conselho Administrativo Consultivo, onde sempre aos finais das reuniões dirige suas palavras aos membros do Conselho.  

É uma grande alegria celebrarmos os 70 anos de Vida Religiosa Consagrada do nosso querido Padre José Prado, louvemos a Deus pelo testemunho de vida do nosso confrade. Muitos e saborosos frutos já foram colhidos, das sementes lançadas no chão do povo nestes 70 anos. 

Celebremos com jubilo toda vida que aconteceu, pois Deus é o autor da história que Padre José Prado escreveu! 

Parabéns, Pe. José Prado!
Que Deus o abençoe sempre!

A biografia acima é adaptada da coletânea do Colégio Santa Cruz – Padre José, um retrato dos seus 60 anos no Colégio Santa Cruz.


Comunicação

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *