“Molinha do bem” faz convite a reciclagem que fomenta a educação

Campanha iniciada por alunos do Notre Dame propõe a junção e troca de material reciclável por cadernos e livros novos.

Cadernos adquiridos pela campanha

A campanha “Molinha do Bem” é um projeto iniciado em 2016 pelos alunos do 5º ano do Colégio Notre Dame, em Sousas – Campinas, preocupados em dar um destino mais sustentável às sobras de papel sulfite de suas atividades, até então utilizadas para fazerem molinhas de brincar.

Durante o mesmo ano, o entorno do colégio Notre Dame CECOIA foi alagado pela cheia do Rio Atibaia, o que ocasionou a perda de materiais escolares dos alunos. Sensibilizados, os estudantes do Notre Dame reuniram uma grande quantidade de material reciclado e deram início a uma parceria com a Kalunga pela troca por cadernos e sulfites novos.

A ação despertou a atenção do CECOIA, instituição de caráter beneficente, mantida pela Congregação de Santa Cruz, que em parceria com a rede de papelaria deu continuidade ao projeto para seus atendidos, ampliando-o durante os anos seguintes.

A instituição recebe durante todo o ano doações em sua unidade na Rua Miguel Abrão Keiralla, nº 61 – Jardim Conceição, Sousas, das 7h às 17h. São aceitos materiais como livros, cadernos e papéis usados que, após um processo de preparo do CECOIA, são encaminhados para troca.

Para esse ano já foram trocados 3.083 quilos de papel, o que resultou em 60.000 folhas sulfites e 234 cadernos novos que serão utilizados em 2020 pelos atendidos.

Sobre o CECOIA:

O Centro Comunitário Irmão André (CECOIA) é uma obra social, sem fins lucrativos e de caráter beneficente, mantida pela Congregação de Santa Cruz.

Localizado no Distrito de Sousas, em Campinas – SP, mantêm uma variedade de Oficinas, com atividades lúdicas, que trabalham os valores e carisma da Congregação e desenvolvem habilidades para facilitar a aprendizagem em outros contextos.

O CECOIA faz parte da proteção social básica, atendendo no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo crianças e adolescentes na faixa etária de 6 anos até 14 anos e 11 meses em situação de vulnerabilidade e/ou risco pessoal e social. Mais informações acesse:
https://cecoia.org.br/

Comunicação